A situação do HGBS11 está piorando

Eu quero te mandar alguns Ebooks de Graça, deixe o seu Email.

    Share on facebook
    Facebook
    Share on twitter
    Twitter
    Share on whatsapp
    WhatsApp
    Share on telegram
    Telegram
    Share on pinterest
    Pinterest

    No dia 10/05/21 o HGBS11 entregou mais um relatório mensal e a situação do HGBS11 está piorando.

    Agora, é uma nova realidade ou faz parte do jogo?

    O relatório inicia trazendo informações sobre panorama político e econômico geral, chegando ao ponto do COVID, que nesse caso é extremamente importante.

    Após o último trimestre de 2020, quando a situação buscava atingir um certo grau de normalização, tivemos
    nossas esperanças renovadas com o início do processo de vacinação no Brasil em 17 de janeiro. Mas, em
    poucas semanas, vimos um novo aumento no número de casos de COVID-19, ultrapassando o pico observado
    em 2020, e consequentemente assistimos ao longo de fevereiro e março novos recordes de internações e
    número de mortes diárias, como detalhado a seguir. LINK DO DOCUMENTO

    O fundo deixa claro que os Shoppings precisaram fechar novamente com um novo pico de casos do vírus pelo país, mas é nítido que isso tem sido diluído com a vacina.

    A gestão deixa claro que o fundo e os shoppings no geral precisam do avanço das vacinas, que estão sendo intensificadas neste exato momento.

    O brasil atualmente é o 5º país em quantidade de doses administradas, mesmo não conseguindo ainda produzir aqui no país.

    Esse dado é extremamente bom para os shoppings, países que produzem a vacina estão bem avançados e começam agora a liberar mais vacinas para a venda para outros países.

    Analisando essa informação de forma mais fria, podemos entender que o avanço da vacina pode trazer novamente a vida ao normal e os shoppings a sua operação dentro do que era no ano de 2019, pelo menos o mais próximo daquilo possível

    O relatório traz outra informação muito esclarecedora.

    O que o HGBS11 aprendeu com o ano de 2020?

    Aluguéis: observamos neste ano algumas estratégias de faturamento durante os períodos em que o shoppings
    estiveram fechados: (i) postergação de boleto, de forma a avaliar melhor o impacto e prazo dos fechamentos;
    (ii) descontos pontuais, de forma que a administradora terá que tratar caso a caso a inadimplência
    posteriormente, concedendo descontos adicionais; (iii) descontos proporcionais ao período que o shopping
    ficou fechado, prevalecendo, entretanto o aluguel variável para capturar vendas feitas em delivery/drive thru,
    buscando assim evitar o aumento da vacância estrutural.

    Condomínio, fundo de promoção e capex: com o aprendizado do ano anterior, as administradoras já têm
    mapeado quais as frentes devem focar para redução de custos e quais as contas que podem ser mais
    flexibilizadas. Por outro lado, neste ano, os condomínios já estavam funcionando de forma mais enxuta,
    portanto, o desafio para redução é ainda maior. Além disso, o governo ainda está estudando uma nova
    possibilidade de flexibilidade na jornada de trabalho, o que permitiria uma maior redução dos custos junto aos
    fornecedores, como foi feito em 2020.

    A forma de lidar com os inquilinos era algo assustador no começo disso tudo, ninguém sabia o que era inteligente a se fazer.

    Deixar de cobrar aluguel por um tempo? Quanto tempo?

    Retirar todo o custo de condomínio? Mas até quando?

    O ano de 2020 foi de muita dúvida para os gestores de shopping, os que aprenderam estão aplicando os ensinamentos em 2021.

    O HGBS11 informou que está negociando caso a caso, conversando com seus inquilinos e entendendo a situação de cada um.

    Pensando pelo lado óbvio, não fazia sentido descontar aluguel do MGLU3 que está batendo recordes nas vendas enquanto a empresa festas continuava pagando aluguel.

    O HGBS11 está negociando com base nas vendas e no que o lojista está conseguindo lucrar, acompanhando caso a caso.

    O HGBS11 está piorando?

    A situação ainda não é fácil, mas disso todo mundo já sabia.

    A imagem acima é uma das que mais causou especulação e medo nos investidores, a RENDA IMOBILIÁRIA do HGBS11 está no mesmo patamar de ABRIL de 2020, pico máximo da pandemia e das quedas na bolsa, basicamente no olho do furacão.

    Esse é o novo normal? O patamar atual é a nova realidade do HGBS11?

    Não, eu realmente acredito que não e o próprio HGBS11 também, durante todo o relatório eles demonstram que a situação voltou ao que foi lá no ano passado exatamente porque os shoppings fecharam novamente, mas os aprendizados fizeram com que o fundo já soubesse como trabalhar.

    O gestor deixa claro que mesmo a vacância aumentando, foi bem abaixo do que a situação aceitaria.

    E eu concordo.

    Eu desde o começo precifiquei a vacância dos shoppings na casa dos 10% até 15%, o HGBS11 está na metade disso.

    A vacância aumentou desde o ano passado e fará com mais força nos próximos meses, as empresas ainda estão vendendo e o dinheiro do benefício está rodando, mas não será sempre assim.

    O HGBS11 está piorando? Sim está, mas dessa vez está sendo de uma forma mais controlada.

    O HGBS11 está piorando? Sim, mas a gestão está levando o fundo da forma mais sincera possível e mais transparente também.

    O ano que passamos não foi difícil, foi extremamente difícil.

    Se você me falasse alguns anos atrás que os shoppings fechariam e as pessoas seriam obrigadas a se prender em casa eu duvidaria.

    O pior já passou, os shoppings não morrerão e o HGBS11 está passando pela tempestade sendo muito bem gerido, não vejo problemas maiores com o futuro.

    O investidor que decidir pelo investimento agora, deve ter em mente receber próximo do dividendo antigo só pra 2022 ou mais.

    É um fundo com histórico e bom portfólio, mas não será rápido voltar ao normal.

    Share on facebook
    Facebook
    Share on twitter
    Twitter
    Share on whatsapp
    WhatsApp
    Share on telegram
    Telegram
    Share on pinterest
    Pinterest

    Últimos artigos

    Artigos Passados

    Que tal dar um gás no seu Aprendizado?

    Faça algum dos nossos cursos e aprenda mais rápido e melhor!