in

Vale a pena analisar empresa elétrica da bolsa?

O setor elétrico é um dos mais famosos da bolsa de valores brasileira, mas será que vale a pena investir neste segmento?

empresa elétrica

A bolsa de valores brasileira tem cerca de 400 empresas listadas e que são negociadas todos os dias. Nesta gama de possibilidades de investimentos, sempre tem alguma empresa elétrica que chama a atenção dos investidores e faz parte das carteiras de diversas casas de análise.

Contudo, o objetivo do artigo de hoje não é fazer qualquer tipo de indicação de compra e venda de empresas do setor elétrico da bolsa, mas somente fazer uma análise dentro do racional se vale a pena estudar as empresas desse setor.

O setor elétrico é um dos setores mais consolidados e perenes da bolsa de valores brasileira. Este setor é representado por diversos tipos de empresas privadas e públicas que atuam na geração, transmissão e/ou distribuição de energia elétrica.

Mesmo com o apagão elétrico brasileiro ocorrido no ano de 2001 e, mais recentemente, o apagão que aconteceu no estado do Amapá, o setor elétrico ainda tem bastante resiliência devido ao modelo de negócio desse setor.

Então, em seguida, vamos falar um pouco sobre como é o modelo de negócio de uma empresa elétrica.

Entendendo o modelo de negócio de uma empresa elétrica

Em primeiro lugar, antes de conhecermos um pouco sobre as principais empresas elétricas listadas na bolsa de valores, vamos analisar como funciona o modelo de negócio de uma empresa elétrica.

Geralmente, este modelo de negócio pode ser dividido em três setores específicos que serão discutidos a seguir.

O primeiro setor de atuação de uma empresa elétrica é a geração de energia. O processo de geração de energia é feito em estações e usinas termelétricas, eólicas, hidroelétricas e solares.

Atualmente, as empresas geradoras de energia elétrica têm buscado alternativas sustentáveis para a produção de energia elétrica com o objetivo de diminuir os impactos ao meio ambiente.

Uma das empresas do setor elétrico que tem uma grande capacidade de geração de energia é a Engie Brasil que é negociada na bolsa com o ticker EGIE3. Esta empresa tem números mais expressivos em comparação a outras empresas por seu elevado grau de investimento em ampliação da sua capacidade geradora de energia elétrica.

O segundo setor de empresa elétrica da bolsa de valores é o setor de transmissão de energia. As empresas transmissoras de energias são responsáveis pela construção de linhas transmissoras de energia que distribuem essa energia para as empresas distribuidoras.

Assim, as empresas transmissoras de energia têm uma grande vantagem competitiva que é justamente lidar com a etapa mais lucrativa do modelo de negócio de uma empresa do setor elétrico.

Desse modo, empresas como a Taesa que investe prioritariamente em transmissão de energia costumam ter resultados bastante expressivos.

Em último lugar, vamos falar das empresas distribuidoras de energia elétrica. Estas empresas são responsáveis pela distribuição da energia para as áreas residenciais e industriais.

Em outras palavras, as empresas distribuidoras de energia têm que lidar diretamente com os consumidores finais, o que é bastante complexo em determinadas situações.

Ainda assim, existem empresas distribuidoras bastante conhecidas como a Equatorial que é uma empresa atuante na distribuição de energia nas regiões Norte e Nordeste.

Exemplos de empresa elétrica da bolsa de valores

Em seguida, vamos analisar alguns exemplos de empresas do setor elétrico da bolsa de valores, através das informações disponíveis nos sites de relação com os investidores (RI).

Engie Brasil (EGIE3)

De acordo com o EGIE3 RI, a empresa é a maior empresa privada geradora de energia elétrica do Brasil. A Engie Brasil tem capacidade própria de gerar mais de 10.000 MW em mais de 60 usinas.

Atualmente, a empresa é responsável pela geração de mais de 5 % da capacidade do país. Além disso, quase 90% de sua capacidade geradora no país proveniente de fontes renováveis como usinas hidrelétricas, eólicas e solares.

Outro ponto forte da empresa é a sua atuação crescente no mercado de gás natural, onde a a empresa é detentora de cerca de 4.500 km de malha distribuidora deste produto, que atravessa 10 estados e mais de 190 municípios brasileiros.

Em 2019, a empresa teve um faturamento superior a R$ 10 bilhões, o que mostra a capacidade de gerar lucro da Engie Brasil.

Taesa (TAEE3, TAEE4 e TAEE11)

Segundo o TAEE11 RI, a Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A. é um dos maiores grupos privados de transmissão de energia elétrica do Brasil.

Atualmente, a empresa é exclusivamente dedicada ao processo de transmissão de energia elétrica, desde as etapas de construção e operação até a etapa de manutenção. As linhas de transmissão sob concessão da Taesa totalizam mais de 13.500 km de extensão.

A Taesa é uma empresa que tem uma forte posição acionária governamental que faz com que haja uma dependência de aprovações de concessões vinculadas aos interesses do governo.

Em contrapartida, diversos investidores têm ações da empresa por causa dos seus elevados dividendos recorrentes.

Então, a seguir vamos falar um pouco sobre a empresa Equatorial.

Equatorial (EQTL3)

Em 30 de março de 2006, ocorreu a listagem das ações da Companhia na B3. Após a oferta primária de ações, o free float da empresa foi de 56,8% do seu capital social.

De acordo com a EQTL3 RI, a Equatorial Energia é uma holding com atuação no setor elétrico brasileiro, nos segmentos de distribuição, geração e transmissão de energia elétrica. Além disso, a empresa atua também no setor de comercialização de energia solar e serviços.

Sendo assim, a Equatorial Energia é uma holding que tem a versatilidade de atuação nos três setores de energia elétrica do Brasil, o que pode ser considerado uma vantagem competitiva.

Energias do Brasil (ENBR3)

Segundo o RI da ENBR3, a EDP Brasil  é uma empresa do setor elétrico brasileiro que atua nos setores de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica.

Nos últimos anos, a empresa tem chamado a atenção dos investidores por seus resultados crescentes e investimentos em melhorias.

Comparativamente a EQTL3, a ENBR3 também tem versatilidade na sua atuação no setor elétrico.

Vale a pena analisar empresa elétrica da bolsa de valores?

Certamente, analisar uma empresa elétrica da bolsa de valores pode ser em exercício extremamente produtivo para os investidores.

Esta análise deve levar em conta as particularidades do setor elétrico comentadas no artigo de hoje.

Assim, a análise destas empresas permite o conhecimento acerca da dinâmica do setor elétrico.

Um forte abraço!

Boa terça e até a próxima,

Rodrigo Colombo.

What do you think?

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
quanto rende 100 mil na poupança

Quanto rende 100 mil na poupança?

FUNDOS IMOBILIÁRIOS para 2021