in

Vale a pena investir em ETFs da bolsa americana?

O mercado americano de ETFs possui milhares de opções de investimentos diversificados para os investidores brasileiros.

VNQ etf

A bolsa de valores americana é certamente a maior do mundo, pois ela tem milhares de opções de investimentos em ações, Reits e ETFs.

Só para ilustrar, o mercado brasileiro de ETFs tem apenas 17 opções de investimentos, enquanto o mercado americano possui milhares de opções!

Nos últimos tempos, os ETFs da bolsa americana têm ganhado um olhar cada vez mais atento dos investidores brasileiros pela possibilidade de exposição ao dólar.

Em contrapartida, muitos investidores ainda têm dúvidas sobre como funcionam esses ativos e como é possível investir em ETFs no exterior.

Sendo assim, este artigo vai explicar como funcionam os ETFs da bolsa americana e demonstrar algumas opções de investimento neste tipo de ativo.

O que são os ETFs?

Os Exchange Traded Funds, ou mais conhecidos como ETFs, são fundos de ativos que replicam o comportamento de um determinado índice.

Para a composição destes ativos, as gestoras fazem a seleção de empresas e de seus pesos.

Desse modo, os ETFs ficam com baixa exposição as ações de uma única empresa, o que cria uma diversificação natural para o ativo.

Quais as vantagens de investir em ETFs da bolsa americana?

O mercado financeiro americano é um mercado muito mais maduro e consistente do que o mercado brasileiro de renda variável.

Como comentado anteriormente, a bolsa de valores americana possui milhares de ETFs disponíveis para investimento, enquanto no Brasil temos menos de 20 ETFs para investir.

Só para exemplificar, existem vários ETFs que tem o valor de mercado muito superior a todo o valor de mercado brasileiro de fundos imobiliários!

O investimento de parte do seu capital num mercado mais consistente pode ser considerado uma baita vantagem! 

Além disso, o mercado americano destes ativos é muito atrativo pela sua imensa diversificação, o que traz maior liberdade de escolha de segmentos para investir.

Outro ponto importante é que alguns dos ETFs da bolsa americana possuem as maiores empresas do mundo em seu portfólio.

Isso faz com que você seja sócio dessas empresas, mesmo que seja através um ativo de menor exposição.

Uma outra vantagem bastante significativa desses ativos é que diferentemente dos ETFs brasileiros, os ETFs americanos pagam dividendos recorrentes.

Dessa maneira, os dividendos recebidos em dólar podem ser reinvestidos na compra de novas cotas.

Como começar a investir em ETFs da bolsa americana?

Muitos investidores que ainda não iniciaram seus investimentos fora do país têm a seguinte dúvida, como começar a investir no exterior?

Assim como para fazer os investimentos no Brasil, você também deve realizar um cadastro numa corretora dedicada ao atendimento aos investidores brasileiros.

Atualmente, as melhores corretoras para investir no exterior são as corretoras Passfolio e Avenue que tem suporte em português e um ótimo serviço de atendimento ao cliente.

O sistema funciona da mesma forma do que quando se aporta em corretoras brasileiras. Então, basta transferir o dinheiro para a conta da corretora e comprar os ativos pelo Homebroker.

Então, fica bastante claro que comprar ETFs da bolsa americana é um processo relativamente simples.

Principais ETFs da bolsa americana para começar a investir?

Em primeiro lugar, antes de começar a investir neste tipo de ativo, sugiro que você busque mais informações sobre os ETFs e segmentos em que deseja investir.

Portanto, recomendo fortemente que você acesse algum site especializado em fornecer informações detalhadas sobre esses ativos.

Atualmente, eu uso o site ETF database que possui um banco de dados com os ETFs da bolsa americana (Figura 1).

ETFs da bolsa americana
Figura 1: Página inicial do ETF Database. Fonte: https://etfdb.com/

Na sequencia, vamos falar brevemente sobre alguns ETFs da bolsa americana que me chamaram mais a atenção desde que comecei a investir no mercado americano.

Vanguard Real State Index Fund (VNQ)

A Vanguard é uma das maiores gestoras de fundos e ETFs do mundo. A gestora é responsável por administrar os maiores ETFs do mercado americano.

Outra vantagem dos ETFs da Vanguard é a baixa taxa de gestão, o que torna o investimento nos ativos da Vanguard ainda mais atraentes.

O Vanguard Real State Index Fund, ou VNQ, é um ETF de Reits, ou seja, um ETF baseado no mercado imobiliário americano.

O investimento no mercado de REITS é bastante atrativo, pois os REITS distribuem pelo menos 90% de sua renda aos investidores.

O VNQ é um ETF que teve seu IPO em 2004 e atualmente possui uma taxa de administração de cerca de 0,12 %.

O ETF VNQ segue o índice MSCI US REIT, que possui pouco mais de 100 participações diversificadas dentro do segmento de REITS.

Dentro dessa centena de participações estão empresas de construção e locação de imóveis do mercado americano.

Empresas como American Tower Corp, Crown Castle International Corp e Equinix fazem parte do portfólio desse ETF.

Atualmente, em julho de 2020, o rendimento anual dos dividendos pagos pelo VNQ são superiores a  3,5 % (Figura 2), o que é um valor bem relevante para o mercado americano.

dividendo do VNQ
Figura 2: Dividendos pagos pelo ETF VNQ.
Fonte: ETF Database (2020).

Vanguard S&P 500 ETF (VOO)

É possível investir nas 500 maiores empresas da bolsa americana pela compra do Vanguard S&P 500 ETF, ou VOO.

Este ETF replica o índice S&P 500 que tem empresas como Facebook, Google, Amazon, Apple e outras empresas gigantes do mercado global.

O VOO foi criando em 2010 e atualmente tem uma taxa de administração de 0,03 %, valor bastante reduzido.

O índice S&P 500 é considerado um dos maiores benchmarks do mundo!

O VOO é provavelmente um dos mais sólidos ETFs do mundo, uma vez que é composto por muitas “blue chips” que dificilmente terão grandes problemas econômicos, a menos que haja um evento desastroso na economia mundial.

Sendo assim, ao investir no VOO, o investidor deve esperar resultados consistentes ao longo do tempo.

dividendo do VOO
Figura 3: Dividendos pagos pelo VOO.
Fonte: ETF Database (2020).

 

No último ano, o VOO pagou cerca de 1,8 % de rendimento de dividendos anuais aos seus cotistas.

Vanguard Healthcare ETF

Já pensou em investir em algumas das maiores empresas do setor de saúde do mundo?

O Vanguard Healthcare ETF, ou VHT, permite que o investidor compre um ativo no qual isso é possível (Figura 3).

empresas vht
Figura 4: Empresas que compõe o ETF VHT.
Fonte: ETF Database (2020).

Ao investir no VHT, você tem empresas gigantes como Johnson & Johnson, Pfizer Inc, Merck & Co Inc e Abbott Laboratories no portfólio.

Este ativo teve seu IPO no ano de 2004 e atualmente cobra uma taxa de administração de 0,1 %.

O VHT é lastreado no índice MSCI US Investable Market Health Care 25/50 que investe em grandes, médias e pequenas empresas do setor de saúde americano.

Além disso, este ETF é um dos muitos que oferece exposição às empresas de assistência médica dos EUA, um setor da economia americana que tem uma volatilidade relativamente baixa.

Nos últimos doze meses, o VHT distribuiu cerca de US$ 0,76 de dividendos com um rendimento de dividendo anual de 1,26 %.

Vale a pena investir em ETFs da bolsa americana?

Na minha opinião, acho bastante válido o investidor brasileiro compor uma pequena parte de sua carteira de investimentos com ETFs negociados no mercado americano.

Por consequência, é sempre importante entender o funcionamento deste tipo de ativo e quais são as principais opções de investimento nesse vasto universo.

Espero que o artigo acima tenha esclarecido grande parte das dúvidas sobre os ETFs negociados na bolsa americana.

Até a próxima, pessoal!

 

 

What do you think?

Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
o que é etf

ETFs: o que é e como investir neles?

etf voo

ITSA3 ou ITSA4? Vale a pena comprar?