in

Fundos Imobiliários XP : Conheça os principais

A gestora XP Vista Asset Management tem se destacado na gestão de fundos imobiliários. Vamos discutir sobre alguns deles?

fundos imobiliários xp

Certamente, os fundos imobiliários da XP estão entre os mais negociados da bolsa de valores, contudo você sabe quais são os principais FIIs desta gestora?

A gestora XP Vista Asset Management é uma gestora relativamente nova no mercado de fundos imobiliários, mas tem mostrado um ótimo trabalho na gestão dos seus principais FIIs.

Por isso, vale a pena estudar os fundos de investimento imobiliário da gestora com objetivo de compreender como é a atuação da XP Vista Asset Management em cada um dos seus FIIs.

O artigo de hoje tem o objetivo de mostrar quais são os principais fundos imobiliários XP e discutir brevemente as características de cada um deles.

Quais são os fundos imobiliários XP?

De acordo com o site da XP Asset, atualmente, a gestora é responsável pela gestão de mais de R$ 8 bilhões em investimentos no setor imobiliário.

Em sua totalidade, a gestora tem mais de R$ 78 bilhões de ativos sob gestão, divididos entre ativos de renda variável, multimercado, renda fixa e fundos de investimentos estruturados.

A equipe de gestão da XP conta com mais de 100 profissionais especializados para atuarem como gestores dos fundos da empresa.

Em relação aos fundos imobiliários, a gestora XP é responsável pela gestão dos seguintes FIIs:

  • XP Malls, ou XMPL11;
  • XP Logística, ou XPLG11;
  • XPIN11, ou XP Industrial;
  • XPCM11, ou XP Corporate Macaé;
  • MXRF11, ou Maxi Renda.

Além disso, a XP também é responsável pela gestão de outros FIIs como XPPR11 (XP Properties) e XPGA11, ou XP Recebíveis.

Então, a seguir, vamos falar brevemente sobre os principais fundos imobiliários desta gestora.

XP Malls (XPML11)

Certamente, o XPML11 é um dos fundos imobiliários XP mais negociados e conhecidos no mercado de renda variável.

O XP Malls, ou XPML11 é um fundo imobiliário do tipo tijolo do segmento de shopping centers. O fundo investe majoritariamente em ativos imobiliários localizados nos grandes centros urbanos como as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Os ativos imobiliários do fundo atendem diversos públicos-alvo diferentes, desde a classe A até a classe C, devido às localizações geográficas dos ativos do fundo.

Sem dúvidas, a diversificação de shopping centers torna o XPML11 um fundo bastante interessante de analisar, pois é possível observar o cuidado da gestão com esta questão.

O fundo teve seu início de negociação em dezembro de 2017. Atualmente, o XPML11 tem mais de 237 mil cotistas e 18,2 milhões de cotas negociadas a mercado. O patrimônio líquido atual do fundo é de R$ 2,0 bilhões.

Talvez, o ponto negativo do XPML11 seja a participação minoritária do fundo em alguns ativos imobiliários, o que diminui o poder de barganha em negociações.

Ainda assim, na minha opinião, o fundo tem um dos melhores portfólios de shopping centers dos FIIs deste segmento.

XP Logística (XPLG11)

O XP Logística, ou XPLG11, é um fundo imobiliário de tijolo do segmento logístico. O fundo tem como política de investimento auferir lucros através da locação de galpões logísticos prontos ou ainda em empreendimentos logísticos em desenvolvimento.

Por isso, o fundo apresenta o risco de desenvolver imóveis, na região de Cajamar, para aumentar o portfólio de ativos imobiliários do fundo.

O fundo teve seu IPO em outubro de 2016 e hoje tem um patrimônio líquido de R$ 2,3 bilhões.

O XPLG11 tem uma ótima diversificação de ativos imobiliários que também possuem ótimas localizações geográficas para atender a demanda de seus inquilinos.

Com o recente crescimento do fundo, o XPLG11 tem potencial para tornar-se um dos maiores fundos logísticos do mercado brasileiro no longo prazo.

Atualmente, o fundo XP Logística tem cerca quase 200 mil cotistas e 20,7 milhões de cotas emitidas.

XP Industrial (XPIN11)

O XP industrial é um FII com objetivo de gerar rentabilidade pelo investimento em ativos imobiliários na forma de galpões logístico-industriais.

O fundo, com IPO em abril de 2017, tem apenas 33 mil cotistas e 6 milhões de cotas emitidas.

Os ativos imobiliários do XPIN11 são cerca de 32 módulos localizados em condomínios empresariais no município de Atibaia – SP.

Atualmente, o fundo tem um patrimônio líquido de cerca de R$ 730 milhões e um valor de mercado de R$ 764 milhões, o que mostra que o fundo é menos relevante em comparação aos outros fundos imobiliários XP Malls e XP Logística.

Ademais, a baixa diversificação em termos de localização geográfica e a forte relação com a atividade industrial são pontos a serem analisados pelos investidores.

XPCM11 (XP Corporate Macaé)

De uma forma geral, o XPCM11 é considerado um dos fundos imobiliários da XP que mais sofreu ao longo do tempo.

O XP Corporate Macaé é um fundo composto por um único ativo imobiliário do segmento de lajes corporativas localizado na cidade de Macaé – RJ.

O ativo imobiliário do XPCM11 estava locado para a Petrobrás que anunciou o rompimento do contrato e a desocupação do imóvel.

Por consequência, o imóvel do fundo não tem perspectiva de ser novamente locado, uma vez que a cidade de Macaé é bastante dependente do setor petrolífero.

Desse modo, o XPCM11 é um fundo com um grande risco de vacância exceto se for locado para alguma empresa menor ou vendido a algum outro fundo.

Maxi Renda (MXRF11)

O Maxi Renda é um FII de papel baseado no investimento majoritário em ativos vinculados ao mercado imobiliários. Atualmente, o fundo investe em CRIs, cotas de outros FIIs, imóveis e renda fixa.

O MXRF11 é o maior fundo imobiliário da bolsa de valores em relação ao número de cotistas e a sua cotação, em torno de R$ 10,00, é uma das menores do mercado de FII.

Por ser um fundo com quase 10 anos de mercado, o Maxi Renda se consolida como um dos fundos imobiliários XP de maior resiliência.

Conclusão sobre os fundos imobiliários XP

Através do artigo de hoje, foi possível identificar e analisar brevemente os principais fundos imobiliários da gestora XP Vista.

Desse modo, fundos com XPML11, XPLG11 e MXRF11 estão entre os FIIs de maior volume de negociação na B3.

Portanto, estudar estes ativos pode ser interessante para fins de análise da atuação da gestora no mercado de fundos imobiliários.

Um forte abraço,

Rodrigo Colombo.

What do you think?

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
como investir bem o seu dinheiro

Como investir bem o seu dinheiro?

plano de financiamento

Plano de financiamento: organização financeira