in

Gerenciamento financeiro, qual o papel do dinheiro?

gerenciamento financeiro
Figura 1: Economizar permite o investimento em um novo negócio. Fonte: Pixabay.

A menos que você esteja vivendo fora do sistema e o dinheiro não faça mais parte de suas transações ou de sua vida, este artigo se aplica a você. O dinheiro costuma ser um assunto delicado e o gerenciamento financeiro pode ser algo bastante complexo!

Culturalmente, não gostamos de falar sobre dinheiro. Não há nenhum problema com isso, desde que permaneçamos respeitosos e decentes em nossas observações, como acontece com qualquer outro assunto. 

Assim, o gerenciamento financeiro é muito importante e veremos por quê.

O dinheiro é a força da guerra, portanto, administrar bem suas finanças é importante. De uma perspectiva de desenvolvimento pessoal, todos nós precisamos de dinheiro para tornar nossos planos realidade e atingir nossos objetivos.

É possível ter projetos que não levam em conta o dinheiro, claro, mas na nossa vida o dinheiro permite muitas coisas. Para encontrar hospedagem, planejar uma viagem, organizar um casamento, investir, mesmo que seja simples, para suprir suas necessidades, é preciso dinheiro. O dinheiro não é um fim em si mesmo, o dinheiro é um meio.

Neste artigo, veremos por que e como fazer o gerenciamento financeiro com foco em suas finanças pessoais de maneira simples e eficiente.

Por que fazer o gerenciamento financeiro adequado? Encontre motivação

Você pode ganhar muito dinheiro, mas se não souber como administrá-lo, você enfrentará dificuldades.

Por isso, o gerenciamento financeiro é essencial para seguir em frente e não ser um simples consumidor médio. Acima de tudo, você precisa de motivação e força de vontade. Se você está prestes a colocar suas finanças em ordem e tirar o máximo delas, provavelmente é porque tem um plano em mente. Você precisa de motivação.

Essa motivação pode vir de objetivos que você definiu para si mesmo, por exemplo: tornar-se financeiramente independente, sair da sua zona de conforto e viajar pelo mundo no próximo ano, comprar um apartamento… Quaisquer que sejam os seus objetivos, encontra uma razão ou várias razões válidas para otimizar a gestão das suas finanças. Há muitos.

O básico para o gerenciamento financeiro adequado

O gerenciamento financeiro é muito importante, mas não é ensinado na escola. Porém, não é complicado, você tem que ser lógico e trabalhar mais com a cabeça do que com o coração. Não seja impulsivo. Isso geralmente é válido, mas quando se trata de dinheiro, você economizará muitos problemas.

Os princípios básicos a saber são os seguintes:

Entradas de caixa ou receita

Corresponde sempre que você ganha dinheiro. Geralmente é o seu salário e geralmente é fixo, mas também pode ser variável. Ainda há entradas de caixa. Na verdade, o salário é uma entrada de dinheiro, mas a entrada de dinheiro não está necessariamente ligada a um salário. Exemplo: juros de um investimento na bolsa, aluguel de apartamento, receita de atividade na internet, venda de móveis que você desfaz… Resumindo, é positivo para sua conta.

Portanto, o gerenciamento financeiro auxilia no controle de entradas de receitas.

Saída de dinheiro ou despesas

Isso corresponde a todas as transações em que você perde dinheiro. Estas são as suas despesas correntes como aluguel, compras, transporte, telefone… Mas também pode ser uma semana de férias no tempo ou dinheiro que você gasta para um investimento, ou um empréstimo que você paga, por exemplo. Resumindo, é negativo para sua conta.

Regra # 1: as entradas de caixa devem ser maiores que as saídas de caixa

Você sem dúvida terá entendido: o objetivo é que a entrada de dinheiro supere as despesas para evitar problemas e dificuldades ao longo da vida. Veremos como maximizar sua receita e como minimizar suas despesas. Ou pelo menos como podemos fazer o gerenciamento financeiro de forma inteligente.

O conceito de ativos e passivos

 De fato, gastar dinheiro para comprar um bem de consumo cujo valor diminuirá com o tempo, não é o mesmo que comprar pelo mesmo preço uma caixa de vinho ou uma obra de arte, cujo valor aumentará. Mesmo assim, você pode ter gasto a mesma quantia em sua conta bancária. Da mesma forma, se você toma dinheiro emprestado a uma taxa de juros de 5% e se ganha dinheiro, não é a mesma coisa. Ainda assim, você terá a mesma entrada de dinheiro no tempo t.

Portanto, você precisa saber como diferenciar um ativo de um passivo. Um ativo é algo que crescerá em valor ou terá potencial para gerar renda. Um passivo é uma despesa que diminuirá de valor. O passivo é fugaz e fácil, enquanto o ativo é paciente e atencioso.

Exemplo de ativos e passivos para a mesma despesa:

Caso n° 1: você compra um carro de última geração. Você está gastando dinheiro e seu carro perderá valor com o tempo. Depois de sair da garagem, você terá 25% de desconto no novo preço de venda. Nem vou falar do caso em que você utilizou um crédito ao consumidor para financiar essa despesa. Você pode ter se divertido, mas sua compra não lhe renderá nenhum dinheiro. Pior ainda, essa compra vai custar caro e aumentar suas cobranças. É um risco.

Caso n° 2: você compra o mesmo carro nas mesmas condições, exceto que você decide gerar dinheiro com este carro sendo um VTC, por exemplo. Você investiu em um ativo que gerará receita. Você certamente terá que dirigir e passar algum tempo por lá, mas pode ser visto como um investimento. É uma vantagem.

Caso n° 3: com esta mesma quantia decide comprar um apartamento, esta quantia servindo de contribuição. O apartamento comprado é alugado e o empréstimo é reembolsado com o aluguel do inquilino. Em alguns anos, o empréstimo é reembolsado e você ganha o valor do aluguel mensalmente. É um ativo que gera renda, mas, além disso, é um bem autônomo (que requer pouco tempo, pois gira por conta própria) e, por fim, tem grandes chances de aumentar de valor (ao contrário do carro que vai perder algum).

Passiva

Um passivo é tudo que o sistema e a sociedade nos levam a consumir por meio de anúncios, por exemplo. Um passivo perde valor e aumenta nossos custos.

Ativo

Um ativo é o que os ricos compram e o que os torna cada vez mais ricos, pois um ativo gera renda e / ou valoriza-se.

Regra 2: Para enriquecer, foque no gerenciamento financeiro e concentre-se nos ativos em vez dos passivos!

Agora que você sabe a diferença entre ativos e passivos, é necessário estabelecer um plano que respeite a regra nº 1 por um lado, a fim de evitar problemas do tipo super endividamento e, por outro lado, que respeite a regra # 2, acumulando ativos a fim de gerar renda alternativa e enriquecer com o tempo.

Então, através dessas regras, é possível aprimorar seu planejamento financeiro com objetivo de prosperar pelo acúmulo de patrimônio em detrimento aos passivos.

Então, é isso pessoal!

Rodrigo Colombo

What do you think?

Comments

Leave a Reply

3 Pings & Trackbacks

  1. Pingback:

  2. Pingback:

  3. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

BBDC4 ou ITUB4: quem paga mais dividendos?

ações ou FII

Ações ou FII: Quiz sobre o assunto!