HGLG11 ou XPLG11: Qual você prefere?

Eu quero te mandar alguns Ebooks de Graça, deixe o seu Email.

    Share on facebook
    Facebook
    Share on twitter
    Twitter
    Share on whatsapp
    WhatsApp
    Share on telegram
    Telegram
    Share on pinterest
    Pinterest

    No artigo de hoje vamos continuar as comparações entre os fundos imobiliários de tijolo de destaque. Então, falaremos sobre dois gigantes do segmento logístico, HGLG11 ou XPLG11?

    Como descrito no primeiro artigo de duelos de FIIs, os duelos só serão feitos com FIIs do mesmo segmento para evitar distorções entre as comparações.

    Em segundo lugar, serão selecionados critérios específicos para comparar os FIIs de cada segmento para que a análise seja feita de forma equilibrada.

    Atualmente, os dois fundos HGLG11 e XPLG11 estão entre os mais negociados junto a bolsa de valores.

    Então, faz todo o sentido compararmos os principais aspectos de cada um deles para chegarmos a um veredito baseado em parâmetros.

    Mas, afinal de contas, qual dos dois você prefere? HGLG11 ou XPLG11?

    Cabe ressaltar que é apenas uma análise dentro do meu racional e não é indicação de compra e venda, certo?

    Além disso, vamos considerar a data base de agosto de 2020 para fazer a comparação entre os fundos.

    Os critérios usados na comparação entre o HGLG11 ou XPLG11

    Em primeiro lugar, vamos considerar as comparações entre os ativos de cada fundo. Sobre isso, é possível analisar:

    • Quantidade de ativos;
    • Quantidade em área bruta locável;
    • Quantidades de locais dos ativos;
    • Quantidade de ativos em desenvolvimento;

    Sequencialmente, vamos comparar as características particulares dos fundos HGLG11 ou XPLG11 como:

    • Quantidade e fontes de renda;
    • Prazo;
    • Tempo de mercado;
    • Vacância atual;
    • Inadimplência atual;

    Em último lugar, vamos discutir aspectos relacionados ao comportamento de mercado dos dois FIIs como:

    Mas, antes de tudo, é preciso lembrar que os dois fundos saem na frente de muitos outros FIIs no quesito gestão.

    O HGLG11 é um dos mais antigos fundos de investimento imobiliário e tem a gestão da Credit Suisse Hedging-Griffo, ou CSHG.

    O XPLG11 tem a gestão da XP, uma gestão bem mais recente, contudo com uma política de investimentos bastante arrojada e que tem sobressaído junto com outras gestoras mais novas.

    Quantidade de ativos dos fundos

    Um dos quesitos mais fortes dos dois fundos é a grande quantidade de ativos em seu portfólio.

    Portanto, a disputa entre HGLG11 e XPLG11 é bem interessante quando esse ponto é avaliado.

    Antes da sexta emissão, realizada no meio do ano de 2020, o HGLG11 tinha 12 galpões logísticos em seu portfólio.

    A sexta emissão teve como alocação de recursos, a quitação de um imóvel localizado em Extrema – MG e a aquisição / desenvolvimento de mais 5 imóveis.

    Em contrapartida, o XPLG11 que também teve uma emissão recentemente, também tem 12 imóveis com 2 imóveis em obras ou desenvolvimento (CD Leroy Merlin e especulativo Cajamar).

    Portanto, o HGLG11 é o FII com maior número de imóveis na contagem total.

    Quantidade em área bruta locável (ABL)

    Certamente, os dois fundos são um dos maiores FIIs de tijolo do segmento logístico negociados na bolsa de valores.

    Atualmente, em agosto de 2020, o HGLG11 possui cerca de 492 mil metros quadrados.

    Todavia, o XPLG11 tem uma ABL de, aproximadamente,736 mil metros quadrados.

    Então, o XPLG11 se sobressaiu em comparação ao HGLG11 na avaliação da ABL total.

    Quantidade de locais dos ativos do HGLG11 ou XPLG11

    A fim de ver a diversificação regional, vamos analisar a distribuição desses ativos nos estados e regiões.

    Atualmente, o HGLG11 apresenta os galpões logísticos distribuídos em 4 estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Santa Catarina.

    Comparativamente, o XPML11 tem a distribuição dos centros de distribuições em 6 estados, São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais.

    Ou seja, o XPLG11 tem maior diversidade geográfica de imóveis em relação ao HGLG11.

    Quantidade e fontes de renda

    No relatório gerencial do XPLG11 do mês de julho de 2020, o fundo tem 3 fontes de renda diferentes: aluguel dos imóveis, aplicações financeiras e cotas de FIIs.

    hglg11 ou xpml11
    Figura 1: Fontes de renda do XPML11 em julho de 2020.
    Fonte: XPML11 RI (julho / 2020).

    Ao mesmo tempo, o HGLG11 tem 4 fontes de renda que são aluguel dos imóveis, renda fixa, cotas de FIIs e CRIs.

    hglg11 ou xplg11 2
    Figura 2: Fontes de renda do HGLG11.
    Fonte: Relatório Gerencial do HGLG11 (julho /2020).

    Portanto, o HGLG11 FII ganha mais um ponto pela diversificação da sua quantidade de fontes de renda.

    Prazo de duração do HGLG11 ou XPLG11

    Ambos os FIIs têm prazo de duração indeterminado, sendo que esse ponto permite que o investimento nos fundos seja feito pensando no longo prazo.

    Tempo de mercado dos FIIs

    Enquanto o HGLG11 apresenta 10 anos de mercado imobiliário, o XPLG11 pode ser considerado um fundo jovem com menos de 2 anos e meio de negociação.

    Desse modo, o HGLG11 marca mais um ponto positivo no comparativo entre esses FIIs.

    Vacância atual

    No cenário atual do mercado de fundos imobiliários, os FIIs do segmento logístico também foram afetados de forma indireta pela pandemia de COVID-19.

    Apesar disso, em agosto de 2020, a vacância de ambos os fundos ainda permanece relativamente baixa.

    A atual vacância física do HGLG11 é de 10,5 % e a vacância do XPLG11 é de, aproximadamente, 9,0 %.

    Então, o XPLG11 tem um valor de vacância ligeiramente menor do que o fundo da CSHG..

    Inadimplência atual

    A inadimplência atual do HGLG11 é de aproximadamente 0,4 %.

    Enquanto que a inadimplência atual do XPLG11 é também muito próxima de 0 %.

    Então, é possível considerar que ambos os fundos têm o percentual de inadimplência praticamente igual.

    Preço sobre valor patrimonial (PVP) do HGBS11 ou XPML11

    Um dos indicadores de desempenho dos fundos imobiliário, o preço sobre valor patrimonial (PVP) é mais aplicado a avaliação de fundos de papel.

    Contudo, vamos usar o PVP para comparar essa relação nos fundos HGLG11 e o XPLG11.

    Atualmente, o PVP do HGLG11 é de 1,33, ou seja, o fundo está sendo negociado com ágio.

    Enquanto o XPLG11 apresenta um PVP igual a 1,15 num valor mais próximo ao valor “justo” a mercado.

    Sendo assim, o fundo XPLG11 apresenta uma pequena vantagem em comparação ao HGLG11.

    Volume de negociações na B3

    No mês de julho de 2020, o volume de negociações do HGLG11 na bolsa de valores foi de 190,9 milhões de reais.

    Em contrapartida, o fundo XPLG11 teve um volume de negociações igual a 204 milhões de reais.

    Em outras palavras, o XPLG11 apresentou maior liquidez no mercado de FIIs quando comparado ao HGLG11 no mês de julho de 2020.

    Dividend Yield (%) médio

    O dividend yield dos últimos 12 meses foi usado como parâmetro para comparar o desempenho dos dois FIIs desde o mês de julho de 2020.

    Para o XPLG11, o DY médio foi de 6,52 % já o fundo da CSHG tem um DY médio de 5,58 %.

    Assim sendo, o XPLG11 leva a melhor também nesse indicador.

    Quem levou a melhor no duelo entre HGLG11 ou XPLG11?

    Sem dúvidas, os dois fundos imobiliários têm tudo para continuarem a ser um dos maiores FIIs do segmento logístico da bolsa de valores brasileira.

    No artigo de hoje, de acordo com os parâmetros analisados, o XPLG11 seria o vencedor nessa análise comparativa.

    Só para reforçar que não é nenhuma indicação de compra e venda, certo?

    Abraços e até a próxima!

     

    Share on facebook
    Facebook
    Share on twitter
    Twitter
    Share on whatsapp
    WhatsApp
    Share on telegram
    Telegram
    Share on pinterest
    Pinterest

    Últimos artigos

    Artigos Passados

    Que tal dar um gás no seu Aprendizado?

    Faça algum dos nossos cursos e aprenda mais rápido e melhor!