MGCR11 – Vale a Pena o FUNDO da MOGNO?

Eu quero te mandar alguns Ebooks de Graça, deixe o seu Email.

    Share on facebook
    Facebook
    Share on twitter
    Twitter
    Share on whatsapp
    WhatsApp
    Share on telegram
    Telegram
    Share on pinterest
    Pinterest

    O MGCR11 é um fundo imobiliário da MOGNO, mesma gestora do MGFF11. O fundo imobiliário é um fundo de papel e chamou atenção pela gestora, que ficou conhecida por entregar um bom resultado nos outros fundos da casa.

    O MGCR11 nasceu no final de 2020, mais precisamente no mês de outubro.

    Ele nasceu pra ser um fundo de papel HIGH GRADE, isso quer dizer que o foco está mais na segurança do CRI do que na rentabilidade, balizando risco x retorno controlando mais o risco.

    Atualmente o fundo está alocado quase que 90% em IPCA, o gestor disse na live que fiz com eles que isso pode mudar, ele fala nesse exato momento, ASSISTA.

    O mercado de CRI é bem espontâneo, em alguns momentos você conseguirá comprar apenas títulos IPCA e em outros apenas CDI, é complicado você manter travas sobre o indexador se você não é o originador do CRI.

    O MGCR11 vale a pena?

    A MOGNO é uma gestora nova no mercado, mas eles trouxeram uma pegada diferente com o MGFF11.

    Trouxeram bons relatórios, transparência nos movimentos e baixas taxas de gestão.

    O MGCR11 é um fundo que estou acompanhando e estudando, o tem uma qualidade de carteira exemplar.

    O problema atual do fundo está no tamanho, ele ainda é pequeno comparado à outros pares, isso faz dele ainda pouco diversificado em quantidade de ativos.

    Provável que esse problema irá diluir com o tempo, mas no momento ele ainda tem apenas 16 CRIs, isso querendo ou não, trás um risco maior.

    A chance de um CRI desse trazer problema é pequena, mas caso aconteça, você tem praticamente 10% do fundo com default.

    Dividendo do MGCR11

    O dividendo atual do MGCR11 é no mínimo tentador para um HIGH GRADE, final o risco é menor.

    O fundo pagou quase 1% de rendimento no último mês de pagamento, mas é bom manter o sinal de alerta ligado.

    Um fundo de papel não tem o mesmo fluxo que o fundo de tijolo, não é possível confirmar que esse rendimento permanecerá neste mesmo patamar, por esse motivo é bom basear o risco de entrada pelo valor patrimonial.

    O Valor patrimonial do fundo está aceitável comparado com outros pares, o fundo está praticamente rodando no 0x0.

    Como o fluxo não é garantido, não é bom basear que o fundo irá pagar 1% ao mês para sempre, fazendo uma média dos últimos meses podemos calcular um rendimento médio mensal de R$0,70.

    Caso queira, pode assistir a live que fiz com os gestores do fundo aqui mesmo:

    Share on facebook
    Facebook
    Share on twitter
    Twitter
    Share on whatsapp
    WhatsApp
    Share on telegram
    Telegram
    Share on pinterest
    Pinterest

    Últimos artigos

    Artigos Passados

    Que tal dar um gás no seu Aprendizado?

    Faça algum dos nossos cursos e aprenda mais rápido e melhor!