Onde investir para montar reserva de emergência?

Eu quero te mandar alguns Ebooks de Graça, deixe o seu Email.

    Share on facebook
    Facebook
    Share on twitter
    Twitter
    Share on whatsapp
    WhatsApp
    Share on telegram
    Telegram
    Share on pinterest
    Pinterest

    O mercado de renda variável vem se expandido significativamente nos últimos anos, contudo para que os investidores novatos iniciem no mundo dos investimentos é necessário saber montar e onde investir para montar a reserva de emergência.

    No artigo de hoje, vamos falar sobre como montar sua reserva de emergência e onde investir para construir sua economia.

    O que é reserva de emergência?

    A reserva de emergência é um montante de dinheiro que é armazenado numa aplicação financeira que seja facilmente resgatável, ou seja, uma aplicação que tenha alta liquidez.

    Como o próprio nome sugere, a reserva de emergência deve ser usada em situações emergenciais, urgências e gastos não planejados como:

    • Obras emergenciais;
    • Compra de eletrodomésticos que estragaram subitamente;
    • Conserto de veículos que estragou repentinamente;
    • Recursos para procedimentos emergenciais de saúde como exames, cirurgias e consultas médicas.
    • Perda do emprego;

    Sendo assim, o montante mantido na reserva de emergência tem seu uso em situações específicas, mas que podem fazer a diferença na sua saúde, qualidade de vida, conforto e mesmo uma questão de sobrevivência.

    Para isso, a reserva de emergência tem que considerar sempre os seus gastos fixos e variáveis mensais. Por isso, uma etapa essencial para saber o quanto você deve guardar na reserva de emergência é ter um gerenciamento financeiro de suas finanças pessoais.

    Isso quer dizer que você deve registrar seus gastos por pelo menos 3 meses para determinar seus gastos fixos e variáveis.

    A partir daí, será possível calcular o quanto você realmente deve destinar para a sua reserva de emergência e definir onde investir para montar sua reserva.

    Qual valor para reserva de emergência?

    Então, após calcular seus gastos mensais durante 3 meses, você poderá ter uma noção básica sobre a sua faixa de gastos mensais. A partir daí, você deve ter uma reserva financeira que contemple seus gastos de 6 a 12 meses.

    Caso a pessoa se sinta mais confortável com uma reserva de 6 meses dos seus custos mensais, ela deve guardar este montante numa aplicação adequada.

    Em contrapartida, caso a pessoa seja mais conservadora, é bastante provável que ela se sinta mais confortável para guardar uma reserva de emergência suficiente para custear 12 meses de seus custos mensais.

    Desse modo, não existe um valor fixo para isso, tudo vai depender do seu estilo de vida e de quanto você gasta mensalmente.

    Só para ilustrar, caso a pessoa tenha um gasto fixo de R$ 5.000,00 mensais, ela deverá ter uma reserva de emergência de R$ 30.000,00 a R$ 60.000,00.

    Qual a rentabilidade da reserva de emergência?

    Certamente, existem diversas opções para o investidor montar sua reserva de emergência.

    Entretanto, uma característica das aplicações financeiras mais usadas para reserva de emergência é a sua baixa rentabilidade em comparação a renda variável.

    Assim, normalmente a reserva de emergência apresenta a sua rentabilidade vinculada a indicadores econômicos como a Taxa Selic e o CDI.

    Enquanto, o Tesouro Selic tem seu rendimento associado a Taxa Selic, as contas remuneradas de bancos digitais tem a rentabilidade associada ao CDI.

    Um outro ponto a ser considerado é a liquidez destas aplicações usadas como reserva de emergência.

    Sem dúvidas, o investidor deve priorizar estas aplicações financeiras mais conservadoras inclusive devido a sua elevada liquidez que permite o seu saque imediato.

    No caso, o investidor não deve aplicar seu capital em aplicações que o dinheiro fique retido durante alguns dias.

    Inclusive, é por isso que o investidor jamais deve usar a bolsa de valores para compor sua reserva de emergência.

    Por isso, escolher aplicações financeiras que possuem esta característica é fundamental para a segurança do investidor em momentos econômicos mais complicados.

    Por consequência, quando o investidor tem este racional há uma grande tranquilidade na condução da sua organização financeira e na estratégia de investimentos.

    Onde investir para montar sua reserva de emergência?

    Em último lugar, vamos discutir quais são as alternativas mais interessantes para os investidores montarem sua reserva de emergência.

    Assim, vamos apresentar algumas opções usadas com este propósito.

    Contas remuneradas de bancos digitais

    Como primeira alternativa para a montagem da reserva de emergência existem as contas remuneradas de bancos digitais como Nubank, Banco Inter e C6 Bank.

    As cotas de pagamento ou contas remuneradas são alternativas bastante interessante que atendem a demanda dos investidores iniciantes e jovens.

    A saber, as contas remuneradas das “fintechs” têm sua rentabilidade atrelada ao CDI, normalmente pagam entre 100 a 110 % do valor do CDI.

    Estas contas são interessantes pela sua maior rentabilidade em comparação a poupança, além da agilidade das movimentações financeiras, inclusive para aportar para as corretoras.

    Um outro ponto importante é que as contas remuneradas têm incidência de imposto de renda sobre o valor investido.

    Tesouro Selic

    O Tesouro Selic é a aplicação de renda fixa mais segura do mercado financeiro brasileiro. Mas, como funciona o Tesouro Selic?

    O Tesouro Selic é um título público do governo cuja rentabilidade está atrelada a taxa básica de juros do Brasil.

    Desse modo, a rentabilidade do Tesouro Selic vai acompanhar a rentabilidade da Taxa Selic.

    Este título público tem algumas características importantes que o investidor deve conhecer:

    • Possui um valor mínimo para aplicação – hoje cerca de R$ 107,26 para investimento no Tesouro Selic 2024;
    • Apresentam taxa de vencimento – 3 ou 6 anos de duração;
    • Sofrer incidência de tributação de imposto de renda e outras tarifas em caso de resgate antecipado.

    Assim, embora seja bastante seguro, o Tesouro Selic também tem algumas características que o investidor deve conhecer, principalmente se o objetivo for eventualmente movimentar o capital investido.

    Fundo DI com liquidez diária

    Os fundos DI com liquidez diária são opções de aplicações financeiras para os investidores de longo prazo.

    A principal característica desta tipo de aplicação é acompanhar o comportamento do CDI. Em outras palavras, a remuneração dos fundos DI segue a rentabilidade deste indexador.

    Diferentemente de outras aplicações de renda fixa, os fundos DI apresentam rentabilidade diária e liquidez que permite o resgate facilitado do dinheiro investido.

    Assim, devido a essas características, os fundos DI têm ganhado destaque como aplicações usadas para montagem de reserva de emergência.

    Conclusão

    Existem diversas alternativas interessantes para o investidor investir seu capital na montagem da reserva de emergência.

    Contudo, o investidor deve lembrar sempre que tais aplicações devem estar disponível para resgate imediato em casos de situações emergenciais.

    Então, é isso!

    Um forte abraço,

    Rodrigo Colombo.

    Share on facebook
    Facebook
    Share on twitter
    Twitter
    Share on whatsapp
    WhatsApp
    Share on telegram
    Telegram
    Share on pinterest
    Pinterest

    Últimos artigos

    Artigos Passados

    Que tal dar um gás no seu Aprendizado?

    Faça algum dos nossos cursos e aprenda mais rápido e melhor!